Você já ouviu falar de gestão humanizada?

05/21/21
Blog

Na pandemia, as empresas que já tinham uma cultura organizacional voltada para pessoas conseguiram se adaptar mais facilmente às exigências do novo momento. Sendo assim, não temos como fugir dessa tendência que pode ser a chave do crescimento para retomada depois da crise.

Mas afinal, o que é gestão humanizada?

As pessoas são as protagonistas nas organizações. Isso porque, independente da pressão por produtividade e resultados, a gestão humanizada preza pelo relacionamento e cuidado com as pessoas. Porém, é algo mais profundo que leva em consideração a subjetividade de cada indivíduo: desejos e dificuldades. Dessa forma, o desafio está em alinhar as expectativas da empresa por resultados e as necessidades individuais de cada colaborador.

O que envolve a construção de uma cultura organizacional humanizada?

Esse é um trabalho desenvolvido em parceria pela alta gestão, o RH e as lideranças. Dessa maneira, exige mudança de mentalidade, revisão de processos e flexibilizações. Requer a valorização da diversidade, empatia e respeito. Por isso, é preciso aproximar os líderes de suas equipes estabelecendo uma relação de confiança.

Qual o caminho para implantar uma gestão humanizada?

1.OBSERVAR

O RH deve conectar a empresa e seus funcionários. Trabalhe a experiência do colaborador. Sendo assim, pense em todos os pontos de interação do funcionário com a empresa. Desde o momento da atração até o término, e crie experiências memoráveis que gerem conexão emocional. Por isso, leve em conta relacionamento, processos, atividades, infraestrutura. Na próxima etapa, mapeie as necessidades e perfil de cada colaborador  para oferecer um ambiente e benefícios que façam sentido para sua vida pessoal e profissional. Dessa forma, com essas informações em mãos, é hora de criar iniciativas alinhadas à cultura e que sejam significativas para os colaboradores.

2. APROXIMAR

Treine os gestores para uma atuação mais próxima e empática. Sendo assim, o líder passa a ser uma figura inspiradora e que transmite segurança. Além disso, orienta e tenta compreender o desenvolvimento individual de cada integrante da equipe. 

3. ADAPTAR

Ajuste o que for necessário. Afinal, a empresa precisa estar verdadeiramente aberta a todas essas mudanças. Por isso, conceitos e práticas devem caminhar juntos. 

Como faço para humanizar a comunicação?

  • Escuta ativa. Ouça mais e deduza menos. Sendo assim, uma excelente ferramenta que nos dá muitos insights e traz evidências é o feedback.
  • Abertura para o diálogo. Mantenha o canal aberto para que as pessoas se sintam à vontade para se expressar. Por isso, esse é um caminho que estimula a criatividade e leva à inovação.
  • Abertura a pensar e agir diferente. Acolha as diferenças. Cada um do seu jeito contribuindo para uma cultural mais plural.
  • Interesse genuíno nas pessoas. Considere o colaborador prioridade e busque resolver os problemas com agilidade.
  • Abertura à vulnerabilidade. Lembre-se que a empatia é uma forma de promover mudanças profundas. Como diz Brené Brown, a perfeição afasta e a vulnerabilidade conecta.
  • Comunique de forma transparente, simples e direta.

Ao adotar uma gestão humanizada sua empresa, você vai perceber diversos benefícios. Como a melhora no clima interno, manutenção da saúde mental do colaborador, aumento de produtividade, engajamento, diminuição do turnover e atração de novos talentos. 

E aí, está esperando a pandemia acabar pra implantar mudanças na sua empresa? O que acha de começar agora a traçar estratégias mais humanizadas que acolham e proporcionem apoio emocional aos seus colaboradores? Vamos fazer juntos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *